Logo Good Talents v3
ikigai-02

Good Talents

Academia de Alta Performance Profissional

"Lapidar Talentos é nosso Compromisso"

Logo Good Talents v3

Good Talents

Academia de Alta Performance Profissional

"Lapidar Talentos é nosso Compromisso"

ikigai-02

Já estamos na Era dos Talentos

O que isto tem a ver com você profissional?

O que isto tem a ver com você Gestor dentro de uma organização?

De acordo com Peter Drucker, já estamos vivendo a “Era dos Talentos”.

É algo que se você não reconhecer poderá lhe deixar fora do mercado de trabalho em breve, e as Empresas que não considerarem isto também perderão logo a sua utilidade junto ao mercado.

Chegou o tempo em que o talento lapidado e integrado a competências essenciais é o principal diferencial para a sobrevivência.

O maior diferencial competitivo a partir daqui é o talento humano e sua capacidade de inovar!

As empresas querem contratar talentos, e não querem mais contratar mão de obra.

Mas o que caracteriza um profissional como um talento?

São capacidades inatas para manifestar paixão e facilidade no desempenho de determinadas atividades, atitudes e comportamentos.

Os talentos são ativados por certos ambientes, temas e circunstâncias favoráveis, ou seja, os talentos devem ser des-envolvidos.

Precisa-se retirar o que os está envolvendo para que surja o talento.

É preciso lapidar o diamante e fazê-lo brilhar.

A organização Gallup investigou durante 40 anos dois milhões de funcionários das 101 maiores companhias do mundo, em 63 países, e descobriu que apenas 20% deles afirmaram estar desenvolvendo seus principais talentos inatos.

Isto é alarmante. Existem muitos talentos que ainda estão foram descobertos.

Percebemos que a falta do AUTOCONHECIMENTO limita as possibilidades descoberta do talento e do seu burilamento (des-envolvimento).

Um talento, quando aplicado, transforma o trabalho em algo natural, satisfaz e entusiasma (vem da alma).

Um talento para chegar ao sucesso, além de ser des-envolvido/descoberto, deve incorporar as competências essenciais adequadas dado o direcionamento estabelecido para a sua utilidade profissional.

Quanto as competências, elas podem ser incorporadas, mas devem ser harmônicas com talentos para que sejam ferramentas que possibilitem a manifestação e potencialização dos talentos.

Apenas treinar um indivíduo em competências que não estejam associadas e harmônicas com os seus talentos, não o levará a um patamar de eficácia.

A Proposta da GOOD TALENTS para os Profissionais é o Desenvolvimento e Capacitação Eficaz de Talentos através de Estratégias de AUTOCONHECIMENTO, POSICIONAMENTO E DIRECIONAMENTO.

E com relação as empresas, o que pode ser dito com relação aos talentos?

Segundo dados da pesquisa “As 150 melhores empresas para se trabalhar”, os fatores que mais motivam os colaboradores hoje em dia é a oportunidade e as condições de fazer dia a dia o que lhes apaixona, aprendendo constantemente e servindo a uma causa nobre.

As pessoas talentosas são agentes livres, capazes de trazer enorme valor às empresas das quais fazem parte.

O cenário atual dos negócios nos mostra que o valor das empresas está cada vez mais associado ao capital intelectual que estas empresas possuem. Vide Google, Amazon, Facebook, dentre outras.

Mas se encontrar um talento disponível no mercado é tarefa quase impossível, resta as empresas criar um programa que permita descobrir os talentos que já existem em seus colaboradores, criar processos para lapidá-los e criar oportunidades para a incorporação de competências essenciais que suportem a manutenção da utilidade da empresa junto ao mercado.

Dentro desse contexto o papel da gerência passa a ser também o de identificar, atrair, desenvolver, motivar e gerenciar talentos.

A GOOD TALENTS tem 2 propostas para as Empresas:

Uma é a implementação de um Programa de Gestão de Talentos que propicie estratégias e condições adequadas para a descoberta/desenvolvimento, evolução e retenção de seus talentos.

Outra é a formação de Líderes-Coach para que também cumpram a função de Gestores de Talentos.

“A retenção de talentos é a capacidade que determinada empresa possui em manter pessoas que ajudarão a essas organizações a permanecerem competitivas e se perpetuar em um mundo de rápidas mudanças”. (MENDONÇA, apud SILVA 2006. P. 23)

Cabe aqui ressaltar a necessidade das empresas em se adaptarem a um novo ambiente de trabalho que é exigido pelos clientes,  mesclando gerações atraindo e des-envolvendo talentos, caso contrário, as empresas correm o risco de perder excelentes colaboradores e clientes, e por fim perderem a sua utilidade junto ao mercado.

Você quer se tornar um talento desejável ou é um Gestor que está em busca de Talentos? Venha falar conosco. Nós poderemos lhe ajudar!

Rubens Borges.